A Paz do Senhor esteja contigo.

A Paz do Senhor esteja contigo

Disse Jesus: Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome eu estarei presente.

Seja bem vind@.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Saudade do Céu? É possível? Ficha 11 – Vocação Universal da Santidade...





Sim, é possível sentir saudades do céu. Porque o homem nasce com a marca de Deus no coração e não descansa na busca incansável do céu, o céu de seu espirito infinito, cujo corpo nasce e vive aqui, mais o espirito almeja o céu..."O céu" de Deus, seu Pai, seu criador, pátria da Igreja, pátria dos Santos, o Reino perfeito, que todo o Povo de Deus sente sente saudades, por isso fez e continua a fazer a sua caminhada na história da humanidade.

Confira na Ficha 11 - no AVF, "A Vocação Universal da Santidade da Igreja", no link:

Ficha 11 – Vocação Universal da Santidade da Igreja e Índole Escatológica da Igreja (LG 4)

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Sobre o conhecimento...


Dizia Pascal: Que "sendo todas as coisas ajudadas e ajudantes, causadas e causadoras, estando tudo unido por uma ligação natural e insensível, acho impossível conhecer as partes sem conhecer o todo, e impossível conhecer o todo sem conhecer cada uma das partes". (Pascal).

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Santa Missa da Noite de Natal - 2011





A Homília do Santo Padre.


Na noite de Natal o papa lembrou ao mundo o mal do consumismo exacerbado em detrimento de toda a humanidade frente a humanidade e simplicidade do menino Jesus, afirmando textualmente que é preciso afastar o brilho ofuscante do comércio no Natal para encontrar o menino Deus na simplicidade do estábulo em que veio ao mundo para o mundo:


"Hoje, o Natal tornou-se uma festa dos negócios, cujo fulgor ofuscante esconde o mistério da humildade de Deus, que nos convida à humildade e à simplicidade. Peçamos ao Senhor que nos ajude a alongar o olhar para além das fachadas lampejantes deste tempo a fim de podermos encontrar o menino no estábulo de Belém e, assim, descobrimos a autêntica alegria e a verdadeira luz."


Lembrou também que Deus é para além da razão humana, de todo e qualquer intelecto humano, que não pode explicar Deus assim como não pode explicar todo o Cosmo, afirmando que é preciso humildade de coração e postura simples diante do mistério de Deus encarnado homem, dobrar -se do alto de sua arrogância, do alto de toda sua razão para curvar  - se e encontrar Deus, na simplicidade do menino Jesus, frágil, humano e Santo, Santo dos Santos:


"Quem deseja entrar no lugar do nascimento de Jesus deve inclinar-se. Parece-me que nisto se encerra uma verdade mais profunda, pela qual nos queremos deixar tocar nesta noite santa: se quisermos encontrar Deus manifestado como menino, então devemos descer do cavalo da nossa razão «iluminada». Devemos depor as nossas falsas certezas, a nossa soberba intelectual, que nos impede de perceber a proximidade de Deus. Devemos seguir o caminho interior de São Francisco: o caminho rumo àquela extrema simplicidade exterior e interior que torna o coração capaz de ver. Devemos inclinar-nos, caminhar espiritualmente por assim dizer a pé, para podermos entrar pelo portal da fé e encontrar o Deus que é diverso dos nossos preconceitos e das nossas opiniões: o Deus que Se esconde na humildade dum menino acabado de nascer." 

A Santa Missa da Noite e Natal foi marcada ainda por breves momentos de silêncio do Santo Padre, lembrando ao mundo e especialmente a América Latina que o silêncio também é uma profunda oração e contemplação de Deus, confira abaixo o vídeo da Santa Missa de Natal, extraído do site do vaticano.


Vídeo da Missa do Galo:

http://player.rv.va/vaticanplayer.asp?language=it&tic=VA_ZIZD6TWI

Homilia do Santo Padre na Noite de Natal:

http://www.vatican.va/holy_father/benedict_xvi/homilies/2011/documents/hf_ben-xvi_hom_20111224_christmas_po.html

domingo, 25 de dezembro de 2011

O Reino de Deus é das Crianças...


Então é Natal...

Natal com as crianças do Senhor. E Deus se fez menino e habitou entre nós. Fotos de carreata do Papai Noel e moradores de Hortolândia/SP, organizada entre amigos de bairros, distribuindo balas a crianças em 24 de dezembro de 2011.


Venham, Venham todos, nasceu o Salvador, o menino Deus. Venham as crianças, porque delas é o Reino do Céu e todo aquele que crê em Jesus ira renascer como uma criança.  Disse Jesus:


 “Aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
Perguntou – lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo já velho?
Poderá entrar segunda vez no seio de sua mãe e nascer? Respondeu – lhe Jesus:
Em verdade, em verdade, te digo: Quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus. O que nasceu da carne é carne, o que nasceu do Espírito é espírito. Não te admires de eu haver dito: Vós deveis nascer de novo. João 3,3-7.

















quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

“Meu coração inquieto não descansará enquanto não repousar em ti”. Santo Agostinho.



O texto abaixo nos faz refletir no desejo utópico do homem de querer o infinito e só encontrar finitos, inclusive ele próprio na sua natureza material conhecida. Mas o pensar e o muito amar levam o ser humano ao desejo do infinito, do sonho, do impossível, do improvável e então, a angustia de sua limitação, descansa em Deus, onde tudo é infinito, belo e possível.

“Como se coloca o problema de Deus hoje” de Leonardo Boff

http://leonardoboff.wordpress.com/2011/12/20/como-se-coloca-o-problema-de-deus-hoje/

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Então é Natal...IV Domingo do Advento

"A esperança vem de onde menos se espera"


"...Convém notar que o messias não veio como um forte guerreiro, como autoridade sacerdotal ou como um grande legislador, tal como alguns grupos de judeus esperavam. Ao contrário, da mesma forma como sua mãe que vive no meio do povo pobre, sua vida revelou que o Reino de Deus está presente especialmente lá onde todas as pessoas podem circular, isto é, nos caminhos dos campos, nas casas, nas ruas da periferia. Estes são os espaços sagrados preferidos na prática de Jesus e não o templo legalista, cujas autoridades, decidiriam mais tarde a sua morte. Aliás, segundo a comunidade de Mateus, já queriam eliminá-lo quando ainda era um menino (Mateus 2,1-12)."

Então é Natal, diz a música, e o que você fez?

O texto no link abaixo nos ajuda a refletir sobre o significado do Natal aos homens, na esperança daquele que nasceu pobre, numa humilde manjedoura para trazer Luz e Esperança a toda a humanidade, confira o texto na integra publicado no site da CEBI: " Faça-se em mim segundo a tua palavra - IV Domingo do Advento "

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O que e quem são os leigos para a Igreja? AVF - Ficha 10: Uma Igreja Ministerial (3ª LG)





Os leigos na Igreja são como o Espirito Santo voam por todo canto do mundo, fazendo a história da Igreja.
Confira no documento LG a definição de Leigos na Igreja, no link abaixo:

Ficha 10: Uma Igreja Ministerial (3ª LG)

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Povo de Deus (2ª LG) - Ficha 9 (AVF)



A busca do resgate e união de todo o “Povo de Deus” disperso pelo mundo, Pós Concilio Vaticano II, de Abraão até os fins dos tempos, Cristo busca e reúne seu Povo, o “Povo de Deus”, um novo velho conceito, em Cristo aberto a toda humanidade:

“Este novo Povo de Deus não está restrito aos fiéis católicos, mas se estende para os irmãos cristãos não católicos, os quais veneram a Sagrada Escritura como norma de fé e de vida, e manifestam sincero zelo religioso; e se estende também aos não cristãos que, embora não tenham recebido ainda o Evangelho, estão destinados, a fazer parte do Povo de Deus que se revela a toda humanidade de modos e formas diversas, os quais não nos é lícito questionar, mas sim aceitar e acolher, buscando a unidade na diversidade destas manifestações (LG14,15 e 16).”
Constituição Dogmática LUMEN GENTIUM - Sobre a Igreja - A Luz dos Povos, a Luz das gentes. Confira na integra o estudo resumido sobre o documento no site:  Ficha 9: O Povo de Deus (2ª LG)

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Contemplação do Universo criado


O texto a seguir faz uma interpretação de como o homem através de sua consciência pode contemplar o Universo e no traz uma indagação: Temos consciência de nosso papel no Cosmo? A sustentabilidade do planeta terra como forma de respeito e valoração do humano e sagrado de todas as realidades humanas nos desafia mais do que nunca a respeitar a VIDA  e todas as suas formas de manifestação para o bem de todos.  " Através de nós, o universo e a Terra se veem e se contemplam a si mesmos" (Leonardo Boff).

Confira no texto de Leonardo Boff: "Despertar a dimensão xamânica", no endereço abaixo:

http://leonardoboff.wordpress.com/2011/11/27/despertar-a-dimensao-xamanica/



domingo, 27 de novembro de 2011

O "Limite" de Deus...


Para Deus não há limites, como para o Universo "conhecido"pelo homem, mais para o homem há muitos limites, que só Deus pode justificar e preencher. Creia em Deus ilimitado e não no limitado homem.

http://youtu.be/6IgtwxesIwQ

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

“Eis que faço novas todas às coisas.” (Apocalipse 21.5)-Ficha 8: O Mistério da Igreja (1ª LG)




O mistério da Igreja é o mistério de vida, morte e ressurreição de seu fundador, Jesus Cristo. A Igreja em si não tem mistério algum, mais ela deve refletir o mistério e mística de seu fundador, portanto, todo Povo Deus enquanto Igreja é convocado a refletir esse mistério do Cristo Vivo e conosco até os fins do tempo conhecido, por que Cristo é puro e insondável mistério do Pai.
O documento em estudo, procurar dizer sobre esse mistério da igreja, enquanto reflexo de seu fundador, confira no site abaixo:

Ficha 8: O Mistério da Igreja (1ª LG)

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Cristo, Luz dos Povos: A Lua como símbolo da Igreja




"A Lua não possui luz própria, mas reflete a luz do Sol. Da mesma forma, a Igreja está no mundo para refletir a Luz de Cristo" (Fulget Ecclesia non suo sed Christi lumine). 
Santo Ambrósio (340-397).


Confira está belíssima reflexão de um breve comentário do texto “Luz refletida”, escrito por  Lorenzo Cappelletti,  publicado na Revista 30 Giorni em 2009, belíssimo, vale a pena conferir no link:  A Lua como símbolo da Igreja

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

2.3. “ Iniciação: mergulho pessoal no mistério”




Um processo de inspiração catecumenal – Estudos da CNBB – doc.97 – páginas 26/27, no Facebook.

Reflexão:

Chama – me atenção no texto o seu último parágrafo, parte final: “...o querigma (primeiro anúncio, pregação missionária) é para todos; mas os mistérios (sacramentos) são para aqueles que foram iniciados na Fé.”
A vida do homem em si já é um mistério, enquanto criatura de Deus, de sorte que não sabe de onde vem e nem para onde vai, entretanto a Fé que habita o interior do homem o diferencia das demais criaturas de Deus, o faz buscar o seu criador, o homem nasce fadado a buscar sua transcendência. O que me lembra uma frase: “ O homem é o único animal que sabe que vai morrer...”, ou, o homem é a única criatura capaz de contemplar o Universo, mesmo em sua pequenez perante o Universo.
Assim, homens de Fé, no caso em tela, Cristãos católicos são chamados a fazer o anúncio de Cristo pela vivência do querigma no mundo, desafio constante. Quando esse querigma atraí pessoas ao Cristo da Fé, torna – se então necessário a justa iniciação do catecúmeno nos ensinamentos Cristãos, de forma consciente e profunda, de sorte que o iniciado passe de simples pessoa atraída pelo anúncio Cristão, a um novo Cristão, para tanto é necessário uma metanóia (mudança de mentalidade), da pessoa que chega a Igreja para a pessoa que passa a ser a Igreja (Povo de Deus), razão máxime da importância dos sacramentos serem recebidos após cuidadosa preparação do iniciado, para justo entendimento do que recebe, para além corpo, tocando o espírito do homem, que é como dito inicialmente, mistério de Deus.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Música e Artes sacras nas Santas Missas



A missa toda é um só louvor a Deus, tanto pela música cantada, pelos salmos,  como pelos objetos consagrados a Deus. A arte, assim como a música produzida pelo ser humano integram alguns dos diversos dons distribuídos por Deus ao homem para transcendência ao seu Criador, como diz o salmista: Tudo louvai ao Senhor.

Salmo 150: Louvai ao Senhor! Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder!
Louvai-o pelos seus atos poderosos; louvai-o conforme a excelência da sua grandeza!
Louvai-o ao som de trombeta; louvai-o com saltério e com harpa!
Louvai-o com adufe e com danças; louvai-o com instrumentos de cordas e com flauta!
Louvai-o com címbalos sonoros; louvai-o com címbalos altissonantes!
Tudo quanto tem fôlego louve ao Senhor. Louvai ao Senhor! 
Salmos 150:1-6

Tudo louvai ao Senhor! A música e a arte desde sempre estiveram presentes nos louvores a Deus como expressão de transcendência do homem.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Música e Arte Sacra na Igreja -Ficha 7 de estudos AVF



“Depois de terem cantado salmos, foram para o monte das Oliveiras”. (Lc 14,26).
A Música Sacra: Na comunicação do humano com o divino, a música sempre esteve presente com a finalidade de glorificar a Deus e santificar os fiéis."

Confira no site abaixo a integra da ficha:


Ficha 7 – Música e Arte Sacras (5ªSC)

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

O mundo é um grande Jardim de Deus



Há rosas que nascem e vivem para o *Carmelo;
Há muitos lírios no vasto campo do mundo...
Margaridas que nascem para a brevidade.
E rosas que nunca desabrocham...
Há rosas que nascem para dar cor ao mundo, outras para encantar com seu perfume.
Há rosas que nascem para serem vistas e viver em grupos, outras nascem aonde ninguém vai ou vê...
Há flores que nascem para enfeitar a vida e outras a morte.
Há orquídeas alvas como a Lua que nascem no lodo...
Há cravos, lírios, rosas, flores em espécies e variedade sem fim, espalhados por todo o mundo conhecido e...há ervas daninhas em meio a tudo isso.
Cabe a Deus a grande colheita.

(*Carmelo: Jardim de Deus).

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Patrona do Blog Carismas: Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein)



Edith Stein nasceu em 12 de outubro de 1891 na Alemanha e morreu num campo de concentração nazista em agosto de 1942, numa câmera de gás, juntamente com sua irmã, por ser judia. Foi canonizada como martim Cristã em 9 de agosto de 1998 pelo Papa João Paulo II, por tua enorme dedicação a Cristo, em especial a Cruz de Cristo, tendo entrado no Campo de concentração com o hábito de irmã Carmelita. Edith foi Filósofa, professora, palestrante reconhecida internacionalmente e irmã da Ordem das Carmelitas Descalças – Reformada por Santa Teresa de Ávila. Converteu – se aos 30 anos de idade ao Cristianismo (antes julgava – se atéia, apesar de respeitar a religião da família), após ler um livro de Santa Teresa de Ávila da Ordem das Carmelitas, no qual ingressou com 42 de idade. Edith buscava a verdade e a encontrou em Jesus Cristo. “Conhecereis a verdade e a Verdade vos libertará” (Jo 8,32).Pois Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida que leva ao Pai, fora dele não há vida, não há salvação, há apenas morte física, espiritual e trevas... (material e espiritual). João 14, 6.

domingo, 16 de outubro de 2011

A riqueza da Igreja: Oração em Cristo -Ficha 6: Oficio Divino e Ano Litúrgico



Oração de Cristo


O próprio Filho de Deus, que é um com o Pai, encarnado homem, orava e louvava ao Pai incessantemente, assim o apresenta o Evangelho, (Jesus depois de batizado, estava rezando, Lucas 3,21; Jesus antes de escolher os Apóstolos, rezou, subiu a montanha e passou a noite a rezar, Lucas 6, 12; quando bendiz a Deus na multiplicação dos pães, Mateus 14, 19-20; Jesus quando da sua transfiguração, Mateus 17, 1-2; quando Jesus ressuscita Lazaro, levanta os olhos ao céu e diz: Pai, graças te dou, porque me ouviste”, João 11, 41) e assim o segue toda a sua Igreja, a exemplo do sumo sacerdote, Jesus Cristo, pelos séculos afins até o final dos tempos.

A Igreja, entendida como todo Povo de Deus (clero, religiosos e leigos) é convidada a perpetrar esse múnus sacerdotal de todo batizado em Cristo desde a igreja Primitiva até o final dos tempos, seguindo o exemplo de Cristo através da oração diária e incessante pela salvação de todo o mundo, "não só com a celebração da Eucaristia, mas de vários outros modos, especialmente pela recitação do Ofício divino" (SSC 83), consagrando o curso diurno e noturno do tempo, pela oração, louvor e súplicas, durante todo ano Litúrgico (ano da Igreja) até a volta do Filho de Deus.

Sobre o tema, confira a Ficha 06 de Estudos: Oficio Divino e Ano Litúrgico no site:

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Teologia é a para todos - PUC Campinas

Formação e informação:

Curso de Teologia na PUC-Campinas.


"Muita gente ainda pensa que o estudo da Teologia é restrito aos candidatos ao sacerdócio. Se por um tempo isso aconteceu, tal realidade vem mudando nos últimos anos. Tanto é que entre as várias opções para o Vestibular 2012 da PUC-Campinas, está o Curso de Teologia Noturno.
Oferecida pela Faculdade de Teologia e Ciências Religiosas, a proposta é realizar uma formação qualificada em Teologia aberta a qualquer pessoa que tenha a intenção de aprofundar seus conhecimentos nesta área..."

Confira na integra o próximo vestibular de Teologia e período de inscrição no link abaixo:
Curso de Teologia na PUC-Campinas

domingo, 9 de outubro de 2011

O segredo de Paulo: “Sei viver na miséria e sei viver na abundância. Eu aprendi o segredo de viver em toda e qualquer situação...” (Fl 4,12-14.19-20)




“Tudo posso naquele que me fortalece” ( Fl 4, 13)

A alegria do Cristão não está na saúde, na dor, na riqueza, no poder, no amor ou no desamor, está em Cristo e na certeza da Ressurreição que vence a morte a cada instante, a cada novo nascer do dia, continuamente pela luta do amor contra o desamor, pela luta da Justiça contra a injustiça, e na certeza que a morte é passagem obrigatória para vida eterna em Deus. As alegrias e as dores são parte da vida material e não é possível “passar” pela vida sem passar pelo calvário da vida, carregando sua Cruz, assim como Cristo. De sorte que o que realmente importa nesta caminhada não é apenas carregar a cruz, como um “fardo pesado”, mais sim como você carrega sua Cruz, na certeza de uma vida plena em Cristo ou na certeza da morte terrena, daí advém à alegria do apóstolo Paulo, experimentada em sua conversão e vivida até a morte terrena.

O corpo padece, nasceu para padecer, nascemos, crescemos, envelhecemos e morremos, mais o espírito vive e é ele que vivifica a carne e nos une a Deus. E o que Deus uniu por amor, nem o homem, nem a dor, nem o tempo, podem separar. Está é a alegria do Cristão que une a sua humanidade a Deus, revelada pelo amor de Cristo em sua vida e morte de Cruz.

Peçamos a Deus pela intersecção de seu Filho Jesus Cristo, com as bênçãos de Maria mãe do Deus conosco que habita em nossos corações que nada nesta vida e nem ninguém nos separe da alegria desse amor eterno de sermos de Cristo e por Cristo. Amém.

Abençoado Domingo a todos, neste magnífico “Dia do Senhor” (todos os dias são do Senhor, Senhor dos Exércitos, Senhor de todos os tempos, Senhor do Universo, Javé, Emanuel, Deus conosco, Pai), em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Integrantes do AVF - Ambiente Virtual de Formação

Equipe de trabalho do AVF, quem são? Conheça os seus integrantes no site abaixo e,
venha fazer parte, conheça o projeto e participe.

http://www.ambientevirtual.org.br/equipe/

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

ORAÇÃO À MÃE APARECIDA

ORAÇÃO À MÃE APARECIDA

Como lidar com o desejo infinito? Por Leonardo Boff

“Tarde te amei, ó Beleza tão antiga e tão nova. Tarde de te amei. Meu coração inquieto não descansará enquanto não respousar em Ti. Só o Infinito Ser se adequa ao desejo infinito do ser humano e lhe permite descansar.
(Santo Agostinho)

Confira no texto (link) abaixo, o homem finito diante do Infinito de sua alma e o Deus da plenitude em sua Infinitude...

sábado, 1 de outubro de 2011

Só amamos o que conhecemos! São Tomás de Aquino.Ficha 5: Sacramentos e Sacramentais (3ª S.C)

É possível conhecer a Igreja mais não conhecer a Deus, porque Deus é insondável e nós somos limitados, mais a Igreja nos trás sinais de Deus, os quais pelo conhecimento e prática transcendemos a Deus pela Fé.

Sacramentos e Sacramentais – Ficha de Estudo 5.

Você conhece sua Igreja? Você conhece os sacramentos e sacramentais da Igreja? Antes de responder, devemos refletir sobre o conhecimento da Igreja a Luz da Palavra de Cristo, diferente do mero conhecer por conhecer apregoado pelo mundo moderno, o conhecer a “palavra”, a Igreja e seus sacramentos e sacramentais, implica também em vive - los intensamente.

Aqui cabe distinguir duas formas do conhecer: aquilo que conhecemos nos livros e na teoria e aquilo que conhecemos pela vivência. Ser Igreja de Cristo no mundo implica em viver na prática aquilo que se conhece e não apenas o conhecer por conhecer (frequentar as missas aos domingos e ou decorar os sacramentos e saber os sacramentais), sem vivência prática daquilo que ouvimos e comungamos no corpo de Cristo, por isso adverte o Apóstolo Paulo que aquele que comunga o corpo de Cristo em pecado ( entenda – se, sem vivência) e não em espírito (entenda – se vivência), comunga a própria morte, qual seja, não vive aquilo que Cristo prega, conhece e ouve, mais vive como se não conhecesse e não ouvisse, ou seja, na verdade não conhece...Pois se conhecesse de fato a palavra e de fato comungasse o corpo de Cristo, também a viveria no mundo.

Ao tempo de Jesus, os doutores da Lei conheciam integralmente a Lei de Deus, mais não a viviam em suas vidas pessoais, por isso Jesus afirma: “Em verdade vos digo que os publicanos e as prostitutas vos precederão no Reino de Deus” (Mt 21, 31).
O Concilio Viticano II, no documento Sacramentos e Sacramentais, capítulos II e III, veio no intuito de fazer com que as pessoas façam a experiência de Deus em sua vidas pessoais através da Missa, na Igreja e em suas vidas cotidianas, seja ele leigo ou religioso, pela participação ativa na missa e nos Sacramentos e Sacramentais da Igreja e não apenas cumpram preceitos, ou seja, simplesmente ir a Missa aos domingos e simplesmente receber “sacramentos”.

Passados quase 50 anos da conclusão deste documento da Igreja, muitos estudos e reflexões colocadas a disposição de toda a Igreja, Igreja, entendida como todo Povo de Deus, ainda não “conhece” como deveria conhecer os Sacramentos e Sacramentais de sua Igreja, especialmente o Mistério Trinitário (Pai, Filho e Espírito Santo) e a Eucaristia, o corpo de Cristo comungado habitualmente aos domingos, mais esquecido durante a semana.

Muito foi feito pelo CNBB para melhorar a iniciação Cristã e por conseguinte a Evangelização, e muito ainda há de ser feito por cada um de nós Cristão, a começar por nós mesmos para depois ir de encontro ao outro, como discípulos e discípulas missionários de Cristo no mundo, para que sejamos como o sal da terra, aquele, aquela que faz a diferença, dá sabor ao mundo, um mundo melhor e mais justo.

O que são Sacramentos?

São sinais visíveis da manifestação do invisível que marcam momentos importantes da vida do Cristão, em Cristo e por Cristo.

Os Sete sacramentos da Igreja: Batismo, Confirmação e Eucaristia (Iniciação a Vida Cristã), Penitência, Unção dos Enfermos, Ordem e Matrimônio.

Todos os sacramentos estão ordenados à Eucaristia “como seu fim especifico” (Santo Tomás de Aquino), qual seja, nascemos, vivemos e morremos, mais em Cristo e no mistério de sua morte e ressurreição somos libertados para vida plena, que é relembrada nas Santas Missas, mais que deve ser conquistada e vivida a cada dia, tal qual celebrado na eucaristia semanal ou diária, na qual pela Fé, nascemos de novo para o Reino de Deus e nele devemos viver, como sinais vivos do Cristo Ressuscitado.

Sacramentais: São sinais de Fé também instituída piedosamente a todo o Povo de Deus, compõem – se de uma Oração do Fiel (Leigo ou religioso) acompanhada pelo sinal da cruz, tais como bênçãos, veneração a relíquias dos Santos (aqueles que viveram mais intensamente o Cristo em suas vidas pessoais e comunitárias), visitas a santuários, peregrinações, procissão, o terço mariano, tudo para lembrar e viver através desses sacramentais mais perto do Cristo Ressuscitado, pois que retratam a Fé popular e piedosa, como meios do fiel transcender ao seu Criador.

Exemplificando, quando “vemos” um Rosário com os olhos da Fé, não vemos apenas o Rosário, vemos Cristo morrendo e ressuscitando dos mortos, vemos e relembramos as passagens de Cristo no mundo, sua vida na terra, o acompanhamento de sua mãe, primeira discípula de Jesus, que o acompanhou passo a passo até o calvário, é assim que os olhos da Fé vivem e conhecem por um simples olhar no objeto, a vida, morte e ressurreição de Cristo. Mais para isso é preciso conhecer e viver o mistério de Cristo no seu dia a dia e não apenas conhecer o objeto que sem a Fé e vivência não pode, nem tem como transcender o homem a Deus, são os olhos da Fé e sua vivencia pessoal que transcendem o homem ao Pai, através do Filho, Cristo, amparado na graça e dons do Espírito Santo.

Confira na Ficha 5 de estudo dos documentos do Vaticano II, o que são os Sacramentos e Sacramentais e o que foi feito e vem sido feito em prol dessa Páscoa (Libertação) de Cristo para o mundo de hoje, site: Ficha 5: Sacramentos e Sacramentais (3ª S.C)

sábado, 24 de setembro de 2011

Laicato, Fé e conciêntização na política

Confira o trabalho do Laicato em prol de um mundo mais justo através da atuação em diversas áreas do mundo secular, marcando a presença de Cristo pela conscientização da cidadania do povo em todos os lugares e setores em defesa de todos e para todos. Confira clicando no texto a seguir:





sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Há Primavera também na Bíblia!

A Primavera dos Espíritos do homem na Bíblia cantada na
natureza, vejam que belo poema e que ensinamento nas coisas
mais pequenas e humildes.

Boa leitura, excelente final de semana a todos.

Confiram no site abaixo o texto poema de amor a vida e a sabedoria dos pequenos gestos que manifestam
a vida, vida em abundância dada Pelo Nosso Senhor a quem quiser beber dessa água viva de vida plena:

Há Primavera também na Bíblia!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Anjos e Arcanjos a Serviço de Deus. Quem como Deus? São Miguel Arcanjo.

No mês de setembro, dia 29, se comemora na Igreja o dia do Arcanjo São Miguel, no mesmo dia do mês de setembro se comemora também os Arcanjos do Senhor, que são três, São Rafael, São Gabriel e São Miguel.

E o que são anjos e arcanjos?

Anjos são anunciadores de fatos menores, são chamados simplesmente anjos. Os que anunciam fatos maiores são chamados Arcanjos.

Foi por isso que à Virgem Maria não foi enviado um anjo qualquer, mais o Arcanjo Gabriel, para fazer o grande anuncio, a vinda do Senhor. E de acordo com a missão e notícia dada aos Anjos decorrem sua graduação em Anjos ou Arcanjos, principados, virtudes, potestades, dominações, tronos, querubins e serafins.

São Miguel Arcanjo significa: “Quem como Deus? Relacionado ao Combate e momentos de grande tribulação, e é o grande defensor das causas de Deus e portanto, de Deus.

São Grabriel: Força de Deus. É o anunciador da vinda do Senhor a Maria sua mãe, portanto, pode ser invocado nos momentos em que necessitamos da força de Deus em nossas vidas, bem como para fazer escolhas corretas.

São Rafael: Deus que cura. Relacionado à cura de doenças e ou descobertas de remédios.

Os Anjos são santos espíritos da pátria Celeste, a serviço de Deus, emissários de Deus aos homens na terra, por isso são os que mais perto estão do homem na terra. Para cada homem, Deus designou um anjo protetor e guardador, o anjo da guarda que acompanha o homem desde sua concepção até sua morte material, é chamado anjos da guarda, anjo este que quando estamos em sintonia com Deus, nos “diz” (anunciam) qual caminho devemos tomar para estar sempre e cada vez mais perto de Deus e não nos perdermos da graça de Deus. Por isso se diz de forma genérica que: Os “Anjos são os mensageiros de Deus” aos homens.

Os Anjos na Bíblia e na vida de Jesus

Os Anjos sempre estiveram presentes nos momentos marcantes da vida de Nosso Senhor Jesus Cristo e estão presentes desde a criação do mundo, confira  as passagens bíblicas abaixo destacadas entre tantas:

“Seguram a mão de Abrão para não imolar Isaac” (Gen.22,11);
A Lei é comunicada a Moisés e ao povo por ministérios deles (At 7,53);
São eles que assistem os Profetas (1 Rs 19,5).

Na vida de Jesus, eles estão presentes em todos os momentos marcantes do anuncio e vida de Jesus, confira:

Anuncio a Maria, Arcanjo São Gabriel (Lucas 1, 26-28)
Quando Deus introduziu seu filho no mundo, ordenou que todos os anjos de Deus o adorassem (Hb 1,6);
São eles que protegem Jesus na infância ( Mt 1,20; 2,13.19);
Servem Jesus no deserto (Mc 1,12);
O reconfortam na agonia mortal (Lc 22,43); e eles poderiam salvar Jesus das mãos dos malfeitores se assim Jesus o quisesse (Mt 26, 53).

Na ressurreição de Cristo, o Anjo do Senhor aparece às mulheres e lhes diz: “ Não fiquem assustadas. Vocês estão procurando Jesus de Nazaré, que foi crucificado? Ele ressuscitou! Não está aqui! Vejam o lugar onde o puseram. Agora vocês  devem ir  e dizer aos discípulos dele e a Pedro que ele (Jesus) vai para a Galiléia na frente de vocês. Lá vocês o verão, como ele disse.”
(Marcos, 16, 6-7)

Assim, lembremos e invoquemos neste mês de setembro a proteção dos Santos Anjos do Senhor pela singela oração apresentada pela Igreja:

Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, se a ti me confiou à piedade divina, sempre me rege, guarda e me ilumina. 
Amém.

Oração do Anjo da Paz

Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo – vos. Peço perdão para os que não crêem não adoram, não esperam e não Vos amam. 
Amém.

São Miguel Arcanjo, valei - nos no combate pela Fé e amor de Deus. 
Amém.

Bibliografia:
Devocionário a São Miguel Arcanjo – Editora Canção Nova
Bíblia Sagrada, Edição Patoral – Paulus.



quarta-feira, 21 de setembro de 2011

"Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.”. (2 timóteo 4).


Coragem, artigo de luxo em tempos modernos...

Quantos ao final poderão fazer está afirmação: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.”.

Para viver e combater o “bom combate” é imprescindível a Coragem, e quem a tem nos dias de hoje?
Quem poderá ao final afirmar: Combati o bom combate...

Confira no texto abaixo o intrigante artigo de Leonardo Boff sobre Coragem, Coragem nos dias de ontem e Coragem nos dias de hoje. Quem a tem? Quem vence os próprios interesses em prol do próximo, do planeta e de tudo que é bom, tudo que vem de Deus?

Coragem, aquela que o Apóstolo Paulo teve, escassa nos dias de hoje. É, sobre “Coragem” ou falta dela que nos fala o texto abaixo: “

Precisamos de muita coragem”- Por Leonardo Boff, site: